Economia

Paulo Guedes admite “quebradeira” de empresas no Brasil

Paulo Guedes (Flickr/Ministério da Economia)

Em evento, Paulo Guedes ainda se referiu a Donald Trump como “ex-presidente” dos EUA, contrariando Jair Bolsonaro e o governo, que ainda não admitiram a derrota do republicano para Joe Biden

Por Plinio Teodoro

Menos de dois anos depois de tomar posse prometendo alavancar o Brasil, o ministro da Economia, Paulo Guedes, admitiu que há uma “quebradeira de empresas” no país, pedindo a aprovação urgente da lei de falências, em evento promovido pela ICC (International Chamber of Commerce) Brasil nesta segunda-feira (23)

“Daqui até o fim do ano vamos aprovar uma pauta comum, onde há acordo na Câmara, no Senado e no Executivo. Boa candidata a isso é a lei de falências. Está no meio de uma quebradeira de empresas. Vamos aprovar rápido uma lei de falências porque isso protege os empregos, as empresas se levantam rapidamente”, afirmou.

Guedes ainda elogiou o presidente dos Estados Unidos, se referindo a Donald Trump como “ex-presidente”, contrariando Jair Bolsonaro e o governo, que ainda não admitiram a derrota do republicano para Joe Biden.

“O ex-presidente do EUA, o Trump, teve duas, três falências. Lá, o empresário falha, levanta e gera emprego de novo. Acontece”, disse. “Um empreendedor reúne fator de produção, banca risco, bota dinheiro, de repente capotou. Não quer dizer que está condenado pela sociedade. Tem que ter capacidade de se reerguer e continuar criando empregos, gerando renda”, complementou.

Aprovada em agosto na Câmara, a lei de falências permite financiamentos a empresas em recuperação judicial, que ainde poderão conar com a ampliação do parcelamento das dívidas tributárias federais diante da apresentação do plano de recuperação pelos credores.

About the author

Joao Victor Martins

Add Comment

Click here to post a comment

Advertisement