Economia

Desmatamento ameaça US$ 9,9 bilhões em exportações à União Europeia

CAMILA DOMINGUES/PALÁCIO PIRATINI

Soja, café, carne bovina e outros produtos ligados podem ser atingidos por projeto da Comissão Europeia devido à alta do desmate na Amazônia

Talita Laurino e Tácio Lorran

A proposta de legislação da Comissão Europeia de proibir a importação de produtos do agronegócio que são considerados fortemente ligados ao desmatamento florestal coloca sob ameaça ao menos US$ 10 bilhões (o equivalente a R$ 55 bilhões, considerando a cotação atual) ao ano em exportações brasileiras, de acordo com levantamento feito pelo Metrópoles.

A proposição criou forte reação de produtores e autoridades do Brasil. De acordo com eles, a ideia tem como uma das principais intenções aumentar o protecionismo agrícola europeu.

Nessa terça-feira (23/11), a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) divulgou nota com ataques aos europeus, acusados de se sentirem donos do mundo. “Protecionismo comercial disfarçado de preocupação ambiental. É disso que se trata a medida”, registra o texto.

A proposta também foi alvo de críticas dos ministros da Agricultura, Tereza Cristina, e do Meio Ambiente, Joaquim Leite.