DER-DF prioriza construção de pontes na obra do Trevo de Triagem Norte

Após avaliação na estrutura da Ponte do Bragueto, o Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) adotará quatro medidas. A principal delas é adiantar o cronograma de duas pontes paralelas no local — já previstas nas obras em andamento do Trevo de Triagem Norte.

No fim da tarde desta sexta-feira (9), o diretor-geral do DER-DF, Márcio Buzar, fez uma visita técnica à ponte. “Queremos que as pontes sejam construídas e finalizadas neste ano.”

Ele explicou que a conclusão das novas estruturas é importante para que a atual receba intervenções. Para preservar a Ponte do Bragueto e dar mais segurança aos que a utilizam, ela passará a ter monitoramento diário.

No sábado (10), haverá uma nova vistoria, em que se definirão os pontos para instalar sensores. “A gente coloca alguns sensores para colher informações, como as vibrações. Toda ponte vibra, é normal”, explicou.

O equipamento a ser instalado é do próprio DER-DF, mas a instalação ficará a cargo da empresa que já atua no local. Além das duas pontes, o contrato em andamento prevê a recuperação da Ponte do Bragueto.

As outras duas medidas são:

  • A instalação de barreira e mais sinalização na via que passa embaixo da ponte para que não haja colisões no topo dela
  • Recuperação da parte inferior, onde tem água

“É isso que dá segurança para que todos tenham tranquilidade para ir para casa. Não tem motivo para pânico, mas vamos tomar medidas para ter as pontes laterais mais rápido”, ponderou Buzar.

Escoramento no viaduto da Galeria dos Estados

Após a queda de parte de viaduto na Galeria dos Estados, na terça-feira (6), o governo de Brasília determinou, entre outras medidas, vistoria em viadutos e pontes do DF e reforço de R$ 50 milhões da reserva de contingência para obras necessárias.

Nesta sexta-feira (9), equipes iniciaram o escoramento do viaduto que caiu. O procedimento vai durar dois dias e consiste na instalação de seis torres para garantir a segurança dos trabalhadores.

Após a fase de escoramento primário, serão instalados 16 pilares de aço debaixo do viaduto.

Essa segunda etapa permitirá ao governo dar sequência ao projeto para a área e definir se vai demolir ou recuperar o restante do viaduto. Partes da estrutura serão recolhidas e estudadas em laboratórios da Universidade de Brasília (UnB) para, então, ser definido o diagnóstico da situação.

Trevo de Triagem Norte

O Trevo de Triagem Norte é composto por 16 obras, entre pontes (duas) e viadutos (14). O objetivo é distribuir o fluxo de veículos com destino ao Plano Piloto, com acesso ao Eixão Norte e Sul, à W3, aos Eixinhos Leste e Oeste e à L2.

Até o momento, oito viadutos foram executados e um deles, inaugurado em 23 de dezembro. Somadas às passagens previstas na Ligação Torto-Colorado — construção de uma pista marginal à DF-003 e de novos acessos aos condomínios —, serão 28 intervenções.

As benfeitorias vão custar R$ 207 milhões — R$ 146 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), R$ 51 milhões de contrapartida do governo de Brasília e R$ 10 milhões da Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap).

Fonte: Agência Brasília

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *