Defesa Civil e Inmet alertam para chuva forte e ventos no DF

Depois de três dias de sol, o brasiliense deve se preparar para chuvas intensas e ventos com até 60 km/h. Alertas foram expedidos no início da tarde desta sexta-feira (17/11) pela Defesa Civil do DF e pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo as previsões, há risco potencial de tempestades de hoje até as 9h deste sábado (18).

A Defesa Civil orienta a população a não ficar debaixo de árvores por conta de raios e da ventania. É recomendável, também, evitar áreas que tradicionalmente ficam alagadas. Algumas áreas já enfrentam transtornos na tarde desta sexta-feira (17/11), como Taguatinga. No hospital regional da cidade (HRT), acompanhantes de pacientes em tratamento de câncer filmaram o setor de oncologia alagado (veja imagens abaixo).

Na área central da capital, também estão com retenção de água em alguns pontos, como na tesourinha da 102 Norte. O Corpo de Bombeiros teve de deslocar  socorro para atender queda de muro na Colônia Agrícola Samambaia, Rua da Misericórdia, Chácara 64, Lote 04. Não há vítimas. Em Vicente Pires, as ruas estão tomadas de água, segundo leitores informaram ao Metrópoles.

Já o Inmet chama a atenção para a velocidade dos ventos, que podem superar o último temporal registrado na cidade, na madrugada do dia 8. Em função da tempestade, houve queda de energia em todas as regiões administrativas do DF, sendo o Lago Norte e a Asa Norte as mais afetadas.

Equipes do governo foram acionadas para a queda de 150 árvores. Os transtornos incluíram queda de postes e de quatro muros: um em Vicente Pires e três no Jardim Botânico; o rompimento de um dique e um ônibus atolado no Sol Nascente. Também foram registrados destelhamento e alagamento de seis residências no Varjão; fissuras em uma edificação em Taguatinga; e concentração de lama nas ruas do Condomínio Porto Rico, em Santa Maria.

O temporal também causou prejuízo a muitos proprietários de barcos e lanchas, que guardam as embarcações em marinas às margens do Lago Paranoá. No Clube de Remo de Brasília, localizado no Setor de Clubes Norte, uma balsa e o deck do estabelecimento foram destruídos.

No Iate Clube, o cenário não era diferente. Cadeiras e mesas ficaram espalhadas por todos os lados. Barcos também foram atingidos. Por pouco, o restaurante flutuante Ilha da Tribo, que se desprendeu do deck na altura da Concha Acústica, invadiu o clube.

Serviço:
Em caso de socorro, ligue para a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Fonte: Metrópoles

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *