Corinthians é mais uma vez eliminado em Itaquera; Galo e São Paulo avançam as quartas

Em um pouco mais de um ano com seu estádio próprio, o Corinthians já acumula cinco eliminações em Itaquera. Nesta quarta-feira os mandantes empataram em 2 a 2 com o Nacional – URU, mas foram eliminados porque na primeira partida os dois times ficaram no zero, e levou desvantagem por não ter feito gols fora de casa.

Logo com cinco minutos de jogo o Nacional marcou o primeiro gol com Nico López. Só aos 14 minutos o Corinthians conseguiu uma sequência de passes e empatou a partida com gol de Lucca, depois de boa jogada do Fágner. Aos 11 do segundo tempo, Romero recolou os visitantes na frente do placar. Quando não restava mais esperança para o torcedor corintiano, Marquinhos Gabriel converteu uma penalidade aos 48 minutos, empatando a partida.

A fama de vilão ficou por conta do atacante André, que vem de atuações ruins e a torcida vem perdendo a paciência com o jogador. No jogo de ontem, o camisa 9 teve a chance de fazer o gol que pudesse vir a ser o da classificação, mas ele desperdiçou uma penalidade máxima e a torcida não perdoou.

Atlético Mineiro nas quartas

Pratto foi o destaque do Galo na classificação.
Pratto foi o destaque do Galo na classificação.

Depois de empatar em zero contra o Racing, na Argentina, o Galo venceu o jogo de volta em sua casa por 2 a 1 e avançou as quartas de final da Libertadores. E o técnico Diego Aguirre enalteceu a atuação do atacante Lucas Pratto, que deu o passe para o gol do Carlos, fez o dele e ainda perdeu um pênalti.

“O Lucas Pratto é um símbolo, um fenômeno, um craque. Para mim, trabalhar com ele é espetacular. Ele foi fundamental, talvez o símbolo da vitória, ainda que tenha perdido um pênalti”, disse o treinador.

O time de Minas agora vai enfrentar o São Paulo nas quartas de final da competição. Outro brasileiro ainda na disputa, o Grêmio decide sua vaga hoje na Argentina contra o Rosário, que venceu por 1 a 0 em Porto Alegre.

São Paulo também avança

Sorte a do São Paulo de ter feito uma larga vantagem no primeiro jogo no Morumbi, quando venceu o Toluca do México por 4 a 0. Na segunda partida que foi fora de casa, o São Paulo perdeu o jogo por 3 a 1, mas mesmo assim ainda se classificou para a próxima fase da competição.

Já que contava com a vantagem, o técnico Edgardo Bauza deixou o meia Paulo Henrique Ganso no banco de reservas e nem chegou a entrar no decorrer do jogo. O São Paulo teve uma atuação ruim, jogando defensivamente e com vários jogadores levando cartões. Cartões amarelos para Hudson, Kelvin e Calleri e vermelho para Centurión, por cuspir em um jogador adversário.

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *