Cineastas e artistas brasileiros protestam contra golpe no Festival de Cannes, na França

Durante a apresentação do longa-metragem ‘Aquarius’, equipe do filme segurou cartazes em que afirmam que há um golpe em curso no país

Cineastas e artistas brasileiros que participam do Festival de Cannes, na França, protestaram nesta terça-feira (17/05) contra o afastamento da presidente Dilma Rousseff em processo que qualificaram como golpe de Estado.

 

Durante a apresentação do longa-metragem “Aquarius”, do cineasta Kleber Mendonça Filho, a equipe do filme segurou cartazes em que afirmam que há um golpe em curso no país. Em seguida, no auditório, os artistas estenderam uma faixa com os dizeres “Stop coup in Brazil” (“Parem o golpe no Brasil”).

“O que está acontecendo é um golpe de Estado”, afirmou Filho à agência France Presse antes da exibição de “Aquarius”, que é protagonizado por Sônia Braga e que está entre os 21 que disputam a Palma de Ouro.

Sônia, que vive em Nova York, disse que é preciso “expor” a situação do Brasil ao mundo.

“Eu moro nos Estados Unidos, mas também no Brasil, tenho família e amigos lá e penso que o que está acontecendo, a manipulação da tomada do poder, tem que ser exposto ao mundo inteiro”, declarou à AFP a atriz, que disse estar preocupada com a “divisão” do país.

Na segunda-feira (16/05), o cineasta Eryk Rocha também criticou o afastamento da presidente Dilma Rousseff durante a exibição de seu documentário “Cinema Novo” na mostra não competitiva Cannes Classic.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *