Cidade

MPDFT solicita informações à Secretaria de Saúde sobre o Hospital de Campanha de Ceilândia

A SES tem cinco dias para especificar os requisitos para a entrada em funcionamento do hospital e os possíveis entraves existentes

Por Jornal de Brasília

Por meio de um documento, enviado na segunda-feira (11), a força-tarefa do Ministério Público do Distrito Federal e Territorios (MPDFT), responsável por supervisionar a resposta à pandemia Covid-19, solicitou à Secretaria de Saúde (SES) informações sobre o funcionamento do Hospital de Campanha de Ceilândia.

A SES tem cinco dias para especificar os requisitos para a entrada em funcionamento do hospital e os possíveis entraves existentes. Também deve informar quais medidas estão sendo tomadas para a entrega do hospital no menor tempo possível.

De acordo com dados divulgados pela Codeplan, em dezembro, os casos registrados de Covid-19 aumentaram 41,85% em relação ao mês anterior. As mortes decorrentes da doença aumentaram 33,20% no mesmo período. Esse crescimento preocupa os integrantes da força-tarefa, que têm acompanhado a remobilização de leitos exclusivos para o tratamento da doença.

Na manhã desta terça-feira, 12 de janeiro, representantes da força-tarefa e da SES estiveram reunidos para discutir, entre outros temas, o aumento do número de casos da doença e a lotação de profissionais de saúde para a instalação de leitos de UTI, inclusive no hospital de campanha de Ceilândia.

Com informações do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário