Cidadania

SOS Central: ações sociais, de limpeza e trânsito dão nova cara à região

A primeira semana (6 a 10/5) de ações do Governo do Distrito Federal com a Operação SOS Central traz bons números e resultados para a população. A atividade tem como objetivo promover medidas de segurança e prevenção, cuidado e revitalização com o patrimônio público e ações sociais.

O Departamento de Trânsito (Detran) registrou 16 intervenções e 14 notificações, feitas por 14 agentes de trânsito divididos em dois turnos (diurno e noturno). As autuações foram por estacionamento irregular, uso de celular, falta do uso de cinto de segurança e transporte pirata nas proximidades da Rodoviária. Para o serviço foram utilizadas seis viaturas e um guincho.

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), por sua vez, levou 25 profissionais para a região. De 6 a 10 de maio, eles promoveram 138 abordagens a pessoas em situação de vulnerabilidade. Os encaminhamentos foram feitos de acordo com a necessidade do atendido, desde a retirada de documentação pessoal, tratamento de saúde ou de entorpecentes, até a inscrição em processo seletivo para cursos de capacitação e qualificação profissional ofertados pela Fábrica Social.

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) também trabalhou na área central. Nessa primeira semana de operação, 40 garis do órgão recolheram três toneladas de resíduos. O trabalho executado contou com remoção manual, varrição, catação e pintura de meio-fio. Eles também lavaram um trecho da Quadra 5 do Setor Comercial Sul, popularmente conhecido como “Buraco do Rato”.

SOS Área Central

A Operação SOS Central consiste em uma série de ações integradas entre órgãos do GDF para a revitalização de espaços públicos, ações sociais, fiscalização ao comércio irregular, combate ao transporte pirata e melhorias na sinalização de trânsito e o combate ao crime.

A operação terá duração de seis meses e a primeira fase ocorre nas imediações das Estações Rodoviária de Brasília e Interestadual, do Conic, Setor Comercial Sul, Torre de TV, Setores Bancários Sul e Norte, além do Conjunto Nacional (CNB). O Centro de Operações Integradas de Brasília (CIOB) dará suporte com a utilização de câmeras de vídeo monitoramento.

Fonte: Agência Brasília

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário