Cidadania

Segurança faz balanço parcial da segunda semana da SOS Área Central

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) participa, desde o início da semana passada, de uma série de ações integradas envolvendo cerca de 20 agências públicas e forças de segurança na região central de Brasília. Nos três primeiros dias desta semana (dias 13, 14 e 15), foram registradas 21 ocorrências policiais relacionadas as ações na região. Entre estas, cinco foram flagrantes em crimes como o uso e tráfico de drogas e receptação.

A Polícia Militar do Distrito Federal emprega em média, desde o início da operação, cem policiais extras por dia. Entre segunda e quarta-feira desta semana os militares realizaram 281 abordagens pessoais. Nos horários de maior incidência criminal, de acordo com relatórios e manchas criminais produzidos pela SSP/DF, a corporação reforçou o trabalho de policiamento com o uso de equipes especializadas. A PMDF atuou, ainda, no apoio aos órgãos de fiscalização no combate ao comércio informal e ao transporte pirata.

A Policia Civil realizou ações de inteligência para coibir o tráfico de drogas e outros crimes. A corporação mantém uma Delegacia Móvel para facilitar o registro de ocorrências criminais e para realizar consulta de suspeitos, identificação de pessoas com mandado de prisão em aberto, entre outras pendências judiciais.

A Delegacia Móvel e o Comando Móvel da Polícia Militar estão instalados na base das operações do governo, que fica no estacionamento superior externo do Conjunto Nacional (CNB).

Já o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) emitiu 65 autos de infração por estacionamento irregular, uso de celular ao volante e falta de uso do cinto de segurança. Os agentes autuaram, ainda, dois motoristas por transporte irregular de passageiros. O Detran é responsável, junto à PMDF, pelo controle do fluxo de veículos e pedestres nos locais da operação.

O Corpo de Bombeiros realiza, desde o início da operação, duas rondas diárias na área da central, uma pela manhã e outra à tarde, com o objetivo de reforçar o atendimento de urgência e emergência feito pela unidade de área. A corporação faz, também, fiscalização em estabelecimentos para reduzir riscos e orientar proprietários sobre a posição de hidrantes, de extintores de incêndio, de saídas de emergência, e outras medidas de segurança.

A Subsecretaria do Sistema de Defesa Civil da SSP/DF fez também vistorias de caráter preventivo, para verificar possíveis riscos estruturais de edificações. São analisadas, por exemplo, rachaduras ou fincas nas paredes, instalações elétricas e centrais de gás.

SOS Área Central

Além das ações de prevenção e combate ao crime, realizadas pela Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP/DF), a Operação SOS Área Central prevê uma série de medidas integradas, com vários órgãos do Distrito Federal, para a revitalização de espaços públicos, com limpeza urbana, incremento da iluminação pública, ações sociais voltadas à população de rua, fiscalização ao comércio irregular, combate ao transporte pirata e melhorias na sinalização de trânsito.

A operação terá a duração de seis meses e a primeira fase vai abranger as imediações das Estações Rodoviária de Brasília e Interestadual, do Conic, Setor Comercial Sul, Torre de TV, Setores Bancários Sul e Norte, além do Conjunto Nacional (CNB). O Centro de Operações Integradas de Brasília (CIOB) dará suporte com a utilização de câmeras de vídeo monitoramento.

*Com informações da Secretaria de Segurança

Faça um comentário

Clique aqui para fazer um comentário