Alunos do #BoraVencer chegam à UnB pelo PAS

A distância de 35 quilômetros entre a casa e a Universidade de Brasília (UnB) ficará pequena diante dos desafios que serão enfrentados por Jhonas de Sousa Santos neste semestre. Aos 18 anos, o estudante do Centro de Ensino Médio 404 de Santa Maria foi aprovado no curso de direito — o segundo mais concorrido da instituição — pelo Programa de Avaliação Seriada (PAS), e será a primeira pessoa da família a ingressar no ensino superior.

Ele é um dos 138 alunos que assistiu aos aulões do #BoraVencer. O projeto da Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude ofereceu preparação gratuita para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de setembro a novembro de 2016, por meio de 200 horas-aula da edição especial #BoraVencer Intensivão. Foram atendidos 1,75 mil estudantes. “Resolvi que não queria ser estatística no mundo do crime, e sim me dedicar aos estudos e a uma profissão que admiro”, conta.

Jhonas mora no Setor Habitacional Ribeirão, mais conhecido como Porto Rico, em Santa Maria. De acordo com o jovem, as aulas do projeto foram essenciais para o preparo. “Pude relembrar conteúdos, aprofundar temas que não sabia tanto, e aprendi a desenvolver técnicas para a prova de redação que foram muito úteis.”

Para conseguir o feito, o menino passou meses em uma rotina intensa de estudos, com intervalos para prática esportiva. “Ele passava os dias sem sair, trancado no meu quarto, estudando”, confessa a mãe, Josimeire Lima de Sousa, de 41 anos. Orgulhosa, ela conta que todos da família ficaram emocionados com a notícia da aprovação. “É muita felicidade, espero que os irmãos sigam esse caminho”, acredita a doméstica, que vive com o marido e outros dois filhos (de 13 e de 6 anos).

Quanto ao desejo de seguir a carreira dentro do direito, Jhonas lembra que o sonho o acompanha desde o ensino fundamental. “Além de ajudar muito as pessoas, é um curso que oferece retorno intelectual”, avalia o jovem, que um dia quer fazer parte da corporação da Polícia Federal.

Resultados do primeiro ano do #BoraVencer
Jhonas é um dos 138 estudantes da rede pública de ensino participantes do #BoraVencer, aprovados em primeira chamada na seleção da UnB. O projeto gratuito foi criado em resposta a pedido feito na 3ª Conferência Distrital de Juventude, em 2015, e já atendeu 16 mil jovens desde a implementação, em 2016.

A subsecretária da Juventude, Aline Bezerra, avalia o resultado como uma política assertiva da pasta no primeiro ano de projeto. Em 2016, 42 participantes foram aprovados na UnB. “O formato mostrou-se eficaz e ajudou muitos estudantes. A ideia para 2017 é expandir para mais alunos”, adianta. “Estamos ansiosos para o resultado do Enem.”

No segundo semestre de 2016, além do #BoraVencer Enem, foi lançado o #BoraVencer Intensivão, exclusivo para alunos da rede pública — regular ou educação de jovens e adultos (EJA) — e bolsistas integrais da rede privada, inscritos no Enem 2016.

As aulas foram ministradas de segunda a sábado, entre 5 de setembro e 4 de novembro. Três mil estudantes também participaram do #BoraVencer Dicas, criado para revisar o conteúdo uma semana antes da prova do Enem — aplicada em 3 e 4 de dezembro.

Os aulões são divididos pelos temas matemática, ciências da natureza (física, química e biologia), ciências humanas (filosofia, sociologia, história e geografia) e linguagens, códigos e redação (línguas portuguesa, inglesa e espanhola e redação). Os professores são voluntários.

Em dezembro do ano passado, foi lançado o #BoraVencer Profissionalizante, que vai formar mil jovens em um curso de auxiliar administrativo. Além de preparar para o mercado de trabalho, as aulas auxiliam os candidatos ao concurso da Secretaria de Educação.

Em 18 de junho, a primeira edição do #BoraVencer Concursos também teve foco na prova da Educação. A partir de 30 de janeiro, mais 2 mil jovens farão dez cursos profissionalizantes pelo projeto em Ceilândia e na Estrutural.

 

Originalmente por: Jornal de Brasília

Compartilhe em suas redes sociaisShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *